Instruments

Os Instrumentos da Capoeira Angola 

Os instrumentos são tocados numa linha chamada bateria. O principal instrumento é o berimbau, que é feito de um bastão de madeira envergado por um cabo de aço em forma de arco e uma cabaça usada como caixa de reverberação. O berimbau varia de afinação, podendo ser o Berimbau Gunga (mais grave), Médio (médio) e viola (mais agudo). Os outros instrumentos são: pandeiro, atabaque, caxixi e com menos frequência o ganzá e o agogô.

Berimbau

O berimbau é um arco musical originado de outros arcos de regiões africanas com ocupação banto. A forma atual e o modo de tocar são construções dos afros-descendentes brasileiros.

O instrumento é composto pela verga de biriba, corda de aço, cabaça raspada, courão e caro. O courão impede que a corda rache a biriba e o caro é o barbante que ajuda na amarração da corda.

É tocado com a baqueta e o dobrão (uma peça de metal, antigamente uma moeda), com acompanhamento do caxixi.

Há três berimbaus na Capoeira Angola:

O Gunga (de som mais grave, que faz a marcação do toque e rege a roda de capoeira), o Médio e o Viola (de som mais agudo).

Caxixi

É um pequeno cesto com sementes. Tem, possivelmente, influências africanas e dos indígenas brasileiros em sua construção. Usado com o berimbau, dá um segundo momento no ritmo da baqueta no fio de aço.

Atabaque

É um tambor de origem afro-brasileira com uso tradicional em rituais de candomblé. Na Capoeira Angola, é tocado só com as mãos e acompanha o berimbau Gunga na marcação do ritmo do jogo.

Pandeiro

O pandeiro é de origem asiática e era usado pelos portugueses, em Portugal e no Brasil, passou a ser usado aqui em várias manifestações musicais.

Na roda de Capoeira Angola, a batida no pandeiro, com floreios, acompanha o som do caxixi.

Agogô

É um instrumento de origem africana. Tem a função de ser um contraponto rítmico aos berimbaus e ao atabaque.

Reco-reco

Instrumentos de percussão fina enriquecem um conjunto com detalhes e variedade sonora. Na Capoeira Angola, o reco-reco acrescenta esta variedade às vibrações únicas do agogô.

O reco-reco parece ter origem africana pois é encontrado em várias manifestações culturais afro-brasileiras.

Todos os grupos humanos possuem os seus próprios instrumentos musicais, mas também encontramos intercâmbios, influências e bases comuns. “Fazedores de barulho” harmônicos, como os reco-recos e chocalhos, são encontrados em muitos grupos, associados à alegria e às ligações espirituais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *